Loading...

domingo, 29 de julho de 2007

MOTIVAÇÃO: Ed Whitlock




Ed Whitlock, 76 anos.
Record do mundo na maratona M-70 com 2h54´48´´com 73 anos, conseguiu fazer agora com 76 anos, 3h04´54´´ na maratona de Roterdão (record mundial M-75).


Se os kenianos voadores não vos dão a inspiração necessária, porque acham que já é tarde de mais para lá chegar, aqui vai um exemplo de fantástico.


Este antigo engenheiro de minas, nascido em Londres e residente em Toronto, nasceu em 1931 e apesar de ter feito umas corridas em novo, deixou de as fazer porque naquela altura ninguém mais corria... Só mais tarde quando já tinha 41 anos, começou novamente a correr, distancias curtas (800m/1500m), conseguindo ser campeão do mundo em 1500m na categoria M-45. Mas o mais fantástico é que após bater o record do mundo na maratona M-70 com 2h54´48´´com 73 anos, conseguiu fazer agora com 76 anos, 3h04´54´´ na maratona de Roterdão (record mundial M-75).

Sem grandes segredos, o seu treino consiste em diariamente, fazer 5 minutos na bicicleta estática e depois sair para correr 1-2 horas no cemitério do local onde vive.

chasingKIMBIA episode #19 - Mountains

Fantastico!!! Serve de inspiração. Aliás vejam os outros filmes, de preferência com phones nos ouvidos, para não perderem pitada.

TREINO MARATONA PORTO ´07

Ao longo das próximas semanas, escreverei aqui os meus treinos para a maratona do Porto. Espero que possam servir a alguém e/ou que me possam ajudar a melhora-los. Fica a sugestão porque não tentar algo parecido para a Maratona de Lisboa (02/12/07), ainda têm 4 meses, que é mais do que suficiente, para qualquer pessoa, com experiência ou não, preparar uma maratona.

PERÍODO 1 (volume progressivo)
SEMANA 1
2ª programado 60´BTT + 3K EM 12´+ ALONGAMENTOS
realizado 50´c. suave + 10´tempo + alongamentos sensações: boas na c. tempo 60´
3ª programado 25´C.SUAVE + 6X100M + 2X3K P:2´ (11´40) + 15´ C. SUAVE
realizado 25´c.suave + 6x100m + 2x3k (12´41 / 12´51)+ 15´c. suave sensações: médias / sem garra 66´
4ª programado 50´ NATAÇÃO OU SESSÃO DE RESISTÊNCIA AERÓBIA COMPEX
realizado 62´ciclismo (26k) + alongamentos sensações: ligeira dor no joelho direito 62´
5ª programado 25´C.SUAVE + 6X100M + 3X2K P:2´ (7´40) + 15´ C. SUAVE
realizado 25´c.suave + 6x100m + 3x2k (8´31 / 8´35 / 8´25)+ 15´c. suave sensações: boas / gémeos tensos 66´
6ª programado
realizado 40´natação 40´
sab programado 60K CICLISMO + 8K C. SUAVE + ALONGAMENTOS
realizado 45k ciclismo (1h 45´)+ 8k (40´) + alongamentos 145´
dom Programado
realizado TEMPO TOTAL DA SEMANA 379´

sábado, 28 de julho de 2007

DOPING NO TOUR

Acabo de ver o emocionante contra-relógio da volta à França, onde os três primeiros ficam na classificação geral a menos de 1 minuto uns dos outros, ou seja após 87h de competição as diferenças são mínimas. este facto faz-me recordar algo que já queria aqui falar: o doping no ciclismo, ou melhor na volta à França. Como disse o Sérgio Paulinho a um jornal desportivo, no Tour apesar de ser a prova com mais kilometros, os ritmos são muito mais elevados do que em qualquer outra prova do circuito internacional. Isto deve-se à pressão dos organizadores, media, patrocinadores, donos e directores de equipa em que haja espectáculo! Na minha opinião os ciclistas acabam depois como o "mexilhão" no final de tudo isto.
Eu analiso a coisa desta forma, após 1 ano a andar de bicicleta e já com uma bicicleta "próxima das dos prós, nas voltas de 40-50km as minhas médias são de 25Km/h (já sei isto não serve de comparação, mas pelo menos dá-me um ponto de partida para ter opinião), será que eu acredito que é possível durante 3 semanas, estes super atletas conseguirem fazer diariamente tiradas de 180-200km a médias superiores a 40km/h (etapas de montanha incluídas) sem utilizar algum tipo de ajuda especial ( EPO, testosterona, transfusões sanguíneas homologas...)? NÃO ME PARECE!!!
Se não vejamos, nos últimos 5 anos, pelo menos 5-6 ciclistas dos que ficam nos 10 primeiros da geral, tiveram problemas relacionados com doping e a edição deste ano ainda pode trazer mais surpresas...
Por último deixo uma frase, da qual me recordo muitas vezes, " do rio que tudo arrasta, dizem violento, mas não dizem violentas as margens que o comprimem", Berthold Brest.
Bons treinos,
Rustman.

domingo, 22 de julho de 2007

OBJECTIVO: MARATONA DO PORTO

As provas de Ironman são normalmente entre Maio e Junho (pelo menos as que eu considero poder vir a participar), o que torna necessário defenir um objectivo intermédio, de forma a manter a motivação nos próximos meses. Assim a MARATONA DO PORTO (21/10/2007) apresenta-se como a solução ideal, uma vez que estamos precisamente a 3 meses, tempo minímo necessário para fazer uma preparação correcta para este tipo de prova.
Aconselho todos os que lerem este post nos próximos dias a pensar na hipótese de participarem, uma vez que terminar uma maratona é uma experiência única, acessivel à maioria (depois de um check-up médico que não seja impeditivo), desde que se cumpra um dos muitos planos de treino disponíveis, quer no site oficial da prova, quer nos outros sites aqui recomendados. Por mim vou optar por algo diferente: apenas 3 sessões de corrida por semana (apostando na qualidade em vez de quantidade) complementadas por uma de natação e uma de ciclismo. Julgo que será a melhor forma de evitar lesões (com 96kg não há milagres!!!) e combater a fadiga psicológica que sempre aparece neste tipo de preparação.
Animem-se, seria interessante trocarmos ideias e experiencias... e comparar resultados...

sábado, 21 de julho de 2007

FUÇANGA!!!

Por falar em limites humanos, mesmo ao fim de 11horas, pode-se sempre esticar um pouco mais, só que a vida às vezes é dura!!!

Treino de hoje

Esta semana tem sido fraca no que respeita a treino, no entanto o positivo foi que consegui correr pelo menos 20 minutos nos últimos 3 dias. Hoje consegui começar a correr eram 23h45m e ia eu no meio do campo, a pensar nos formatados em que nos tornámos ( sensação que tive ontem, quando passei a correr às 8 da tarde em frente ao Nikki Beach e vi a fila formada por 40 ou 50 pessoas todas de branco aguardando a entrada para mais uma festa da moda) quando o som dos grilos, foi abafado por o arranque de um qualquer animal nocturno a poucos metros de mim, o que em bom português se pode traduzir por: um cagaço do caraças!!! Curiosamente, acabou por ser o melhor do treino, porque rapidamente tomei consciência que picos de adrenalina como estes, nem na montanha russa mais marada da Isla Magica e ainda por cima de borla e perto de casa.

PARABÉNS JOÃO GARCIA!

Aquele que eu considero o último grande heroi português, concretizou mais um dos seus objectivos: fazer o cume do K2. Se é impressionante o que os ciclistas do Tour de France fazem: esforços diários de 4-5 horas durante 3 semanas, imaginem o que será 3 semanas de esforço 24 horas por dia (esforço é o minímo que se pode dizer para quem insiste em permanecer acima dos 4ooo metros).
Fiquem a conhecer melhor este personagem fantástico, lendo nestas férias um dos seus livros.
A MAIS ALTA SOLIDÃO - Publicações D. Quixote
MAIS ALÉM, DEPOIS DO EVERESTE - Ed. Caderno

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Team Hoyt - Redeemer

Não há muito a dizer... há que ver apenas... brutal!!!

quarta-feira, 18 de julho de 2007

NUTRIÇÃO

Li no outro dia uma entrevista a um nutricionista que acompanha uma equipa no tour de França, em que este referia que as massas (principal fonte de hidratos de carbono de assimilação lenta utilizada pelos ciclistas) não devem ficar demasiado cozidas, uma vez que isso aumenta a velocidade de assimilação dos seus hidratos de carbono, algo que não interessa, principalmente ao jantar, ao qual se segue um período longo sem ingestão de alimentos. Assim o melhor será começar a comer as massas "al dente"!!!

terça-feira, 17 de julho de 2007

Porquê o Ironman?

Quando se pesa perto de 100kg, quando se é um comedor compulsivo, quando se pasa 3-4 horas diarias a conduzir, quando as análises revelam um colesterol elevado... está na altura de fazer qualquer coisa que nos ponha de novo no bom caminho. No meu caso as dietas estão fora de questão e não é facil mudar de vida profissional, por isso a solução passou por fazer exercício físico.
O mais aconselhavel seria com certeza a prática de uma actividade aeróbia que permitisse uma melhoria do sistema cardiovascular e a redução de algum peso, ou seja umas corridinhas ao fim do dia... Em 2005 tentei fazer isto e como não sou capaz de fazer exercício físico sem ter um objectivo defenido, coloquei a minha meta em treinar para correr uma maratona. no entanto os resultados não foram os esperados: com 4-5 treinos semanais durante 4 meses passei de um peso corporal de 101kg para 98kg (com bastante menos volume e mais massa muscular do que no início) e consegui terminar em 4h02´, só que durante este período tive algumas lesões musculares, constipações e algumas fases de saturação que combatia com uns treinos de BTT.
Após voltar à vida normal e ao "peso normal" tornou-se difícil arranjar um objectivo aliciante e só possivel a médio longo prazo de forma a que minha actividade física fosse não só regular mas também tivesse um carácter permanente. Assim optei por aquela que me pareceu a modalidade que mais previligia a resistência aeróbia e que ao mesmo tempo se torna menos monótona no seu treino: o triatlo longo, onde as provas Ironman são o ultimo desafio!
É importante realçar, que mais que tudo, o importante é ter uma prática desportiva de baixa intensidade e grande volume, que não massacre demasiado tendões e cartilagens e nos ajude a combater o sedentarismo e acima de tudo o STRESS!!! Se lhe quisermos dar um nome mais fashion: treino para o Ironman ou adaptado ao meu caso RUSTMAN IN TRAINING!!!

treino de hoje 17/07/07

Hoje estive sem carro. devido a isso fiz um treino diferente: casa - piscina- casa (6Km BTT - 50´natação - 6Km BTT)

início

Este é o início de um percurso dificil. Tentar tornar um rustman num Ironman... bem, na verdade esta tarefa já começou à pelo menos 1 ano, onde do alto dos meus 102kg decidi que seria capaz de terminar um Ironman (que para quem não sabe, consiste em nadar 3,8km, pedalar 180km e correr 42km, de preferência no mesmo dia!!!). Só que a falta de tempo, companhia para treinar e as poucas condições naturais fizeram com que durante este ano transacto, apenas tivesse condições para tentar terminar o "Half Ironman de Lisboa". Algo que consegui, surpreendentemente, sem tanto sacríficio nem mazelas subsequentes como seria de esperar.

Este blog serve então como uma forma de me motivar bem como a outros que depois de lerem este texto, fiquem com o "bichinho"...