Loading...

domingo, 28 de dezembro de 2008

Balanço do ano.

Foi um ano comprido, 365 dias…8760 horas… 525600 minutos… e bem vistas as coisas, pouco tempo dedicado ao desporto.

No entanto, acabo o ano com um Ironman (IRONCAT), um Half Ironman (Abrantes), duas maratonas (Porto e Lisboa), uma meia maratona (a da ponte Vasco da Gama), dois duatlos (Jamor e Festibike) e duas provas mais curtas (15km de Benavente e S. Silvestre de Lisboa) o que já não é nada mau para um obeso de meia-idade (não estou a brincar, é o que indica o meu IMC e a esperança média de vida em Portugal)!

Para ilustrar este ano atlético, aqui ficam os números da minha preparação para o Ironman: 20 semanas de preparação, com os seguintes totais, 65,8km natação, 2045km ciclismo, 438km corrida. Parece muito mas isto dá uma média de apenas 7,5 horas/semana (apesar de haver 3 semanas em que passei as 13h), muito aquém do recomendado nos livros (que recomendam no mínimo, acumular os totais da distância do Ironman durante a semana, algo que nunca aconteceu ao longo das 20 semanas). A preparação para a maratona do Porto, também não teve um volume muito maior (~ 6,5h/sem).

Para 2009 o ideal seria que dos 10080 minutos de cada semana, dez por cento fossem dedicados à prática desportiva, parece pouco… mas sempre são 18horas/semana! Aguardemos o que o novo ano nos traz para o CAR de Vale Moinhos.

UM BOM 2009 PARA TODOS e obrigado pelas mais de quatro mil visitas (provavelmente metade destas foram do meu pai :)).

S. SILVESTRE DE LISBOA

Boas,

Após alguns anos de interregno, voltei hoje às corridas de S. Silvestre, neste caso a 1ª edição da de Lisboa, que apesar do mau tempo (que afastou alguns participantes e público) acabou por ser uma jornada atlética muito agradável.



Em primeiro lugar, uma palavra para a organização, muito boa, logo no levantamento dos dorsais, simpatia e eficiência (e já agora com a melhor feira de deporto que já vi em Portugal :)). Já no Rossio, zonas bem balizadas e organizadas de forma a que quem quisesse poder ver os atletas à vontade e em várias fases das prova (a maneira como o percurso foi delineado ajudou), durante a prova pude aperceber-me que pelo menos havia um “pace-maker” para 40 minutos (presumo que para outros tempos também) e apesar de uma prova “curta” um ponto de abastecimento aproximadamente aos 6km.

Para além disso, um speaker de luxo (onde a malta do triatlo vai, nota-se a diferença no profissionalismo, por isso é que ficam à frente do pessoal da corrida!...) que manteve toda a gente informada e animada.

Quanto às incidências propriamente ditas, estas começaram com o já típico aquecimento num parque de estacionamento subterrâneo (de forma a fugir à chuva) e de seguida partida na zona destinada à Elite (o Mouse fez valer o estatuto do CAR de Vale Moinhos). O combinado com o meu parceiro era sair a 3´50´´/ Km e depois logo se via, mas como o parceiro era o Mouse e entre 3´50´´ e 3´30´´ não há grande diferença, lá partimos para uns primeiros 3km um “bocadito” rápidos, de tal forma que entre os 3 e os 4km já pensava em desistir, tal eram as dores nas costas!!! Curiosamente encontrei o meu ritmo na longa subida entre o 4 e o 5km (aí apareceu-me a já habitual contractura no gémeo esquerdo, mas como já me habituei a ignora-la, lá fui sempre em frente), daí até à meta foi um instante, acabando abaixo dos 40´ (39´40´´), sem tempo oficial porque me esqueci de colocar o chip na sapatilha, ups!!!

O Mouse perdeu uma garrafita de Moet Chandon (eu apostei que ele batia o seu record pessoal, apesar da má forma que ele apregoa) e o Raposo merece os parabéns pois também bateu o seu record pessoal.

Boas sensações, as de correr uma prova “curta” e julgo que fiquei cliente.

sábado, 27 de dezembro de 2008

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!

Feliz navidad!

Merry Christmas!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Jantar de Natal CAR Vale Moinhos

Boas,

Ontem à noite, houve o primeiro jantar de Natal para atletas do CAR de Vale moinhos e conjuntamente a apresentação da equipa para a época 2009. Sentiu-se a falta do Lance (o Armstong) e do Haile (o Grebreselasie), mas ambos justificaram a ausência, mostrando desagrado e ratificando a vontade de estarem presentes em futuras ocasiões.




Boas festas, treinem duro e talvez um dia...

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O heroi desconhecido


Fonte: New York Times

O homem que derrotou o Lance Armstrong na corrida de BTT “Leadville Trail 100“ é um antigo corredor profissional de BTT retirado há já quatro anos, mas que continua em forma.

Casado com uma medalhada olímpica, também já retirada e com três filhos, Dave Wiens (44 anos) continua a manter-se em forma, mais que não seja para dar exemplo aos filhos.

Durante o Inverno deixa a bicicleta e faz ski, jogando também hóquei no gelo, voltando à bicicleta só já com a Primavera bem entrada.

De uma coisa pode gabar-se, foi o único atleta a quem o Lance disse: vai, que eu não posso…

… e também de ter uma mulher que diz “my husband is a nice person and a stud…”


Veja o video

domingo, 14 de dezembro de 2008

SKETCH OF THE YEAR!



Thanks bro!

Axel rules!

A semana seguinte...

A semana seguinte é sempre difícil, dores no corpo, falta de energia, pouca vontade de treinar…. NADA DISSO… aqui no CAR de Vale Moinhos na semana a seguir, treina-se a sério e pelo menos da minha parte, com vontade de treinar mais e melhor (pelo menos mais rápido… até me lesionar!). E como as sensações contam, as desta semana não podiam ter sido melhores.


Aqui fica o resumo da semana:

Segunda:120´ ciclismo
Terça: 40´natação
Quarta: 125´cc ciclismo
Quinta: 20´natação
Sexta: 20´cc
Sábado: 55´cc
Domingo: 50´cc (25´aquec. + 10 x rampas de 150m +5´cc)

Bons treinos.

Eu também quero uma prenda assim...

A mulher e a família deste tipo deram-lhe um presente original, correr com o keniano mais simpático que eu conheço (verdade que não conheço muitos… e este é só via net!). A sra Tina chambers ofereceu uma viagem ao centro de treino em Iten (Kenia) para o marido poder correr com os kenianos, no entanto a família achou que, no próprio dia de aniversário a coisa tinha mais pinta e vai daí… contratam o Baba para uma corridita com o tal Michael Chambers, a coisa até nem foi muito cara: $400!

No final da corridita de pouco mais de 10km, o aniversariante todo rebentado chegou à conclusão que aquilo foi “correr literalmente com uma chita”.

Crónica original do New York Times

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Onde andam os maratonistas lusos?...

Tendo em conta um artigo do Jornal Record de Domingo em que referia que se necessitavam maratonistas e um post do Fernando Carmo, que se intitula: “Onde para a malta do atletismo?”. Lá fui eu à procura dos meus apontamentos e ver que mais uma vez creio que tenho razão (por muito que custe ao Mouse), antigamente andava-se mais, muito mais e não era só porque a “jarda circulava mais à vontade”, porque para entrar no escalão sub 3horas na maratona, não é necessário recorrer ao segredo dos gauleses, basta treinar um pouco mais afincadamente.

Assim que dizemos nós quando vemos que de 1990 a 1995 o número de atletas abaixo de 2h30´rondou sempre os 30 de 1995 a 2000, passa para menos de 20 e nos últimos 5 anos fica abaixo de 10. Este ano só o podium ficou abaixo desta marca, o nosso campeão nacional chega já nas 2h32´…

Aqui ficam alguns números para ilustrar esta ideia:

1986 (1ª edição)
Vencedor: 2h16´49´´
Último sub 2h30´: 12º
Último sub 3h: 68º
Chegados: 153

1990
Vencedor: 2h15´25´´
Último sub 2h30´: 32º
Último sub 3h: 68º
Chegados: 562

1995
Vencedor: 2h13´30´´
Último sub 2h30´: 30º
Último sub 3h: 181º
Chegados: 589

2000
Vencedor: 2h16´10´´
Último sub 2h30´: 9º
Último sub 3h: 92º
Chegados: 833

2005
Vencedor: 2h18´28´´
Último sub 2h30´: 9º
Último sub 3h: 70º
Chegados: 642

2008
Vencedor: 2h17´40´´
Último sub 2h30´: 3º
Último sub 3h: 59º
Chegados: 1003

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Maratona de Lisboa 2008 review

Boas,

Aqui vem o resumo da semana atlética anterior… pouca coisa, mas com uma maratona a acabar!

A semana começou fria em Vilamoura e como no sábado (a recuperar de um treino de séries na Kiss de Albufeira até às 5 da manhã) e no domingo (retorno ao Algarve para uma semanita de estágio) a 2ª feira começou com o treino longo (65´cc), na 3ª feira 30´cc + contractura no gémeo esquerdo e a semana ficou feita com banhos de imersão e Compex (descontracturante + massagem regenadora). No sábado, fiz 10´cc para ver se a coisa tinha melhorado… e fiquei na expectativa!

No domingo, lá fomos eu e o Mouse de viagem até Lisboa (no Marquês apanhá-mos o Pedro), estaciona-mos no parque da C. M. de Lisboa e fizemos o aquecimento aí dentro (estava mais quentinho!). Já na Praça do Comércio, encontro o meu amigo Marco Gonçalves, companheiro de corridas há mais de 15 anos em terras albicastrenses (já não o via aí há uns 8-9 anos, mas continua com pinta de maratonista).

Quanto à corrida não há muito a dizer, um percurso plano (menos bonito que o do Porto), bom para bater recordes, um dia espectacular (tempo fresco, com algum vento, que tanto prejudicou como favoreceu e três aguaceiros bem distribuídos no tempo, que ajudaram a arrefecer a máquina. Comecei como tinha planeado a 5´/Km e a ver no que é que dava… fui sentindo sempre uma moínha no gémeo, mas não impeditiva (a vantagem de passar 2 vezes no local de partida/chegada antes de acabar levou-me a arriscar). Aos 7-8 Km passei por um grupo onde “disfarçado” de triatleta ia um senhor que me pareceu ser, um dos heróis do tempo em que eu corria mais a sério, depois de meter conversa e confirmar a sua identidade: Mário Sousa (vencedor desta Maratona em 1991) “colei-me” ao grupo que ia certinho nos 4´50´´- 5´/Km e lá fui deixando passar os Kms (agora que penso nisso, nem pedi autorização, mas acho que não levaram a mal, espero…). Desta vez experimentei, algo de novo, à hora e meia de corrida, tomei um gel e um anti-inflamatório (ibuprofeno 600mg) de maneira a evitar as dores musculares que sempre me aparecem depois das duas horas de corrida (sempre são 93kg espalhados por 181cm, mas com apenas dois joelhos e dois tornozelos!).

Aos 34kms, tive de deixar ir o Paulo Santos e Mário Sousa (o outro pessoal de Peniche tinha entretanto ficado para trás, mas acabaram todos bem, +/-…), mas a essa a altura já tinha ao meu serviço um rebocador de luxo – o ReRun Sebastian – que me fez companhia até ao Km 40 ( preciosa ajuda no retorno a atar-me o sapato e permitir que bebe-se meia garrafa de água – mais uma vez vi a diferença que há para melhor, em hidratarmo-nos sem estar a correr – que me deu novo alento). Daí até ao fim foi sempre a sprintar para ver se ainda acabava abaixo das 3h 30´ (era quase impossível, fiquei-me pelas 3h31´34´´), acabando cansado, mas “inteiro”, com boas sensações e estranho… com vontade de fazer outra rapidamente (com isto ainda vou fazer uma perninha a Sevilha!).

Para terminar, felicitar o meu amigo Pedro Carvalho, que com apenas uns meses de corridas (3-4 vezes por semana) concluiu a sua primeira prova de atletismo (e logo uma maratona… e abaixo das 4h!) demonstrando grande margem de progressão, já agora agradeço também ao seu pai o apoio dado ao longo da prova. O meu companheiro de treinos no CAR de Vale Moinhos também está de parabéns, uma vez que completamente fora de forma, quando o mais normal era nem conseguir acabar uma milha, conseguiu chegar ao fim, usando da sua experiência de ultra maratonista e ganhar a alcunha de “3-11”( ainda hoje nas duas horas de bicleta que fizemos para recuperar da maratona, sempre que o Raposo ou o Cunha punham o ritmo acima dos 35 Km/h, o homem coitado "ficava-se"... :)). Parabéns também ao Marco Gonçalves e ao Sandokan (que vi de fugida já no retorno para a meta).

Por último, uma palavra para os “amigos de Peniche”, que me “levaram” grande parte da prova. Foi um privilégio correr tantos Kms ao lado de um campeão nacional da maratona (1991).

sábado, 6 de dezembro de 2008

Viagra!!!

Pois é… pode até nem ser por mal, mas o companheiro de treino está a andar como nunca!... se calhar a razão está no desempenho sexual… ou seja querendo melhorar uma coisa, recorre-se à química … e os resultados começam a aparecer nas provas!!!

O citrato de sildenafil, mais conhecido como Viagra anda nas bocas do mundo, pois pode vir a ser considerado Doping. Visitando o blogue do Talin (verdadeiro duro destas coisa do endurance) fiquei curioso sobre esta dica e fui por aí investigar. Assim o mecanismo que facilita o fluxo de sangue para os corpos cavernosos do órgão sexual masculino, permitindo a erecção, é o mesmo que dilata os vasos sanguíneos dos atletas, aumentando a capacidade de oxigenação dos tecidos e órgãos ( esta substância começou por ser utilizada originalmente criada originalmente para tratar a hipertensão pulmonar, ou pressão excessiva nas artérias pulmonares).

O Viagra permite performances em grandes altitudes em condições semelhantes às do nível do mar, onde a pressão arterial sempre é menor (já tinha lido sobre a utilização desta substância por parte de alpinistas), assim que se vão competir para o lado do Fundão, já sabem…

Para os mais curiosos:

http://grg51.typepad.com/steroid_nation/2008/06/viva-viagra-get.html

http://www.nytimes.com/2008/11/23/sports/23viagra.html?_r=1

http://www.iht.com/articles/2008/11/23/sports/viagra.php

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Fotos fantásticas!

Boas,

Para quem está completamente OUT!... e não segue o blogue do "Ze-Vaz" aqui fica um site e o blogue da mesma autora (a senhora da foto) onde podem ver fotos fantásticas de desporto, principalmente ciclismo e triatlo, mas no blogue estão por exemplo, fotos espectaculares da passagem da senhora por Pequim 08.

Elizabeth Kreutz

A não perder são as fotos no site (vão ao index e vejam no iten: Lance´s comeback) do Lance Armstrong.

http://www.elizabethkreutz.com/main.php

http://www.elizabethkreutz.blogspot.com/



Enjoy!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

semana de "não treino" 24 a 30 de Nov

Boas,

Após uma semana à maneira, uma semana da treta, segunda e terça treinos de recuperação, na quarta em vez de séries, contracturas! Quinta descanso, sexta 40 minutos a mancar, sábado e domingo népia (ok… ganhei uma constipação!). Bons augúrios para a maratona no próximo domingo!

Stay well!