Loading...

domingo, 28 de fevereiro de 2010

treino da semana- 22 a 28 de Fevereiro

Boas,

Esta semana foi propositadamente de pouco treino, continuo à espera de melhores sensações e consequente aumento do volume de treino.


Resumo da semana:
Segunda: 25´cc
Terça:
Quarta:
Quinta: 50´cc
Sexta:
Sábado:
Domingo: 15´cc. + 10x150m (rampas) + 5´cc

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Semana de treino - 15 a 21 de Fevereiro

Boas,

Esta semana foi bastante fraca, no que a treinos diz respeito, a verdade é que associado à inflamação do pé, o facto de não ter nenhum objectivo a curto-médio prazo, fez com que a desmotivação se instalasse…

Resumo da semana:
Segunda: 15´cc + musculação
Terça:
Quarta: 15´cc. + 10x1´rap/1´lento + 5´cc.
Quinta: 30´rolos
Sexta: 30´ natação
Sábado:
Domingo: 15´cc. + 8x150m (rampas) + 5´cc.

Bons treinos!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Doha 2010 | Alguém me explica?..

Alguém me explica porque é que a Federação Portuguesa de Atletismo colocou como mínimos para a participação nos Campeonatos do Mundo de Pista Coberta (Doaha 2010), as marcas de 3:40:00 aos 1500m e 7:50:00 aos 3000m, quando a Federação Internacional tem como mínimos nessas distâncias 3:42:50 e 7:54:00, sendo esses os mínimos pedidos pelas federações espanhola e italiana.

Por curiosidade os espanhóis, tiveram em 2009, 13 atletas abaixo dos 8´10´´ nos 3000m e 11 atletas abaixo dos 3´45´´ nos 1500m e os italianos 8 atletas nas mesmas condições. Em Portugal nos 3000m tivemos um atleta e nos 1500m, dois atletas!

É assim é que se incentiva o atletismo de pista?

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

De Yifter ao Haile!

Moscovo 1980, final dos 10000m, finlandeses contra etíopes. Os europeus tinham dominado as corridas de fundo até então, neste dia tudo mudou, Mirus Yifter foi campeão olímpico. Neste dia um miúdo, roubou as pilhas e o rádio ao pai para poder ouvir o relato da corrida e nesse dia decidiu, também queria ser campeão olímpico dos 10000m como Yifter… dezasseis anos mais tarde em Atlanta, conseguiu!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Semana de treino - 8 a 14 de Fevereiro

Boas,

Esta semana foi de recuperação, do pé torcido, da fascite (algo não conseguido) e de muito frio… Como fazia muito frio aqui no CAR, decidimos ir até à Serra da Estrela passar o fim de semana e o treino ficou resumido a 15´ de corrida seguida de seis rampas de 200m a 1200m de altitude com a agradável temperatura de zero graus (neutro, nem quente, nem frio…), tive sorte porque no sábado de manhã saímos do hotel com cinco graus negativos!



O problema continua a ser a dor na planta do pé direito, que apesar dos tratamentos na clínica do Benfica e do gelo após a corrida, teima em persistir. Aguardamos…

Resumo da semana:
Segunda:40´natação
Terça:
Quarta: 40´cc.
Quinta: 40´natação
Sexta: 15´cc + 6x200m + 5´cc.
Sábado:
Domingo: 65´cc.

Bons treinos!

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Comecei hoje a ler uma biografia do Haile: “The greatest – The Haile Gebrselassie Story” (Jim Denison, 2004). Do prólogo fica esta pérola do Paul Tergat: “Eu ficava na pista, corria duramente até cair, levantava-me e corria mais ainda. Quando terminava, não me aguentava em pé. Estava tão cansado. Não conseguia comer. Sentia-me doente. Não tinha mais energia do que a necessária para beber um pouco de água e deitar-me. Então pensava no Haile e sabia que ele estava a treinar ainda mais duro.”

Semana de treino - 1 a 7 de Fevereiro

Boas,

Semana tranquila, em que o descanso serviu para tentar estar bem no Duatlo das Lezírias. Hoje pelo segundo ano consecutivo, participei nesta prova, apesar de algumas peripécias, como praticamente não ter aquecido e partir nos últimos lugares, juntou-se ainda que enquanto ia tentando passar vários atletas mais lentos, ponho o pé num buraco e ganho uma entorse no pé direito, depois de 20-30m ao pé coxinho, paro e repenso a minha vida, bom, anos a correr nos eucaliptais de Vale Moinhos às tantas da noite servem para alguma coisa e após alguns exercícios de mobilização articular, reinicio a minha prova com o ultimo classificado uns bons 300m à minha frente! Até nem foi mau, porque tirei toda a pressão que trazia em cima e tranquilamente, lá fui a 4´/km o resto do percurso.

Na bicicleta estiva bastante melhor do que esperava, sempre na roda de qualquer um que se pusesse a jeito (a média foi inferior ao ano passado, como era de esperar, mas as sensações forma melhores, a nova bicla ajudou).

O percurso final de corrida teve uma surpresa inicial bastante desagradável, pois quando comecei a correr a entorse fez-se sentir com bastante força e a mobilidade do pé era quase nula, no entanto ao fim do primeiro km, lá voltei a atingir uma velocidade de cruzeiro próximo dos 4´/km e a coisa fez-se sem problemas de maior. Acabei com belíssimas sensações e por muito que goste do atletismo, já vai ser difícil deixar de fazer algumas destas provas!

Última peripécia, enquanto esperava que deixassem retirar as bicicletas do parque fui ver as entregas dos prémios e inadvertidamente passei pelas alcatifas da meta que detectam os chips, aquilo apitou e lá veio um juiz desatinar comigo e que tinha acabado de ficar sem classificação oficial (como se fosse uma coisa assim tão importante… :-)).

Resumo da semana:
Segunda:40´natação
Terça:
Quarta: 30´cc.
Quinta: 40´natação
Sexta: 20´ rolos
Sábado: 20´cc + 10´BTT + 5´cc
Domingo: Duatlo das lezírias (6km + 29km +3km | 27:06 + 1:00:33 + 12:22)

Bons treinos!

PS: Afinal sempre tive classificação oficial, 255º em 568 chegados. (resultados completos)

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Zé Peixe!..

71 anos! Só come fruta! Não toma banho de água doce há mais de 50 anos! Mas está numa forma...

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

MY COMEBACK - UP CLOSE AND PERSONAL

No outro dia estava a zappar pela tv e parei no Conan O´brien, pois anunciava uma entrevista com o Lance. O objectivo da mesma, era dar a conhecer o livro que dá origem a este post: Lance Armstrong-My comeback- up close and personal, com fotos de Elizabeth Kreutz (a mesma já aqui referenciada há alguns meses, pelas suas espectaculares fotos). Terminada a entrevista e aí está ele (eu mesmo!) na Amazon a encomendar o livro!


São 220 fotos “behind-the-scenes” espectaculares, que mostram as várias etapas do seu regresso, com o seu dia-a-dia à mistura, sempre comentadas pelo próprio no seu estilo texano (leia-se directo ao assunto).

São tantas as situações/fotos tão invulgares para uma obra que retrata um desportista, que se fica com a opinião que o homem não é um atleta, é um Superstar que por acaso até arranja tempo para treinar e após uns anos fora, regressa aos 38 anos, para conseguir ficar no pódio do tour!...

Engraçado para quem gosta de desporto, interessante para quem gosta de fotografia, imperdível para quem é fã do Homem (como é o meu caso!).